E se fosse um...


Você já ficou tão confusa consigo mesma que chegou a não decifrar o que há no seu próprio coração? É engraçado, por que, por mais que você acha que entende, mais percebe que não sabe de nada de si mesma. E quanto mais quer descobrir, mais percebe que não pode, não sozinha.
Até que você encontra uma pessoa que você consegue – e quer - mostrar o melhor de si. Mostra o pior também, mas mostra, mesmo quando está enfurecida, o melhor. Você quer que ele veja como você é por dentro, quer que ele sinta o que você sente, quer dar carinho, mas está tão trancada dentro das suas incertezas que não consegue; tem tanto medo de se machucar e de machucá-lo – principalmente machucá-lo – que prefere manter uma barreira absurda.
Mas então, no meio da noite, você se pega pensando nele e percebe o quanto precisa estar com ele, mesmo tentando não achar que ambos têm algum ligamento. Você sente saudade, fica com a cara na janela da van da faculdade para poder ver se ele passa, olha as pessoas saindo pela catraca para ver se encontra um braço tatuado, ou uma calça de malha, ou um boné, uma touca cinza, uma bandana branca, vermelha, ou azul. E quando vê sente uma enorme vontade de sorrir, mesmo não sabendo por que, quer sorrir enquanto o coração treme desesperadamente, ou enquanto borboletas voam pelo o seu estômago. E percebe que se ele chega com uma cara triste, logo você fica triste. Mas se ele chega sorrindo, você sorri mais ainda. Percebe que, mesmo ele tentando esconder o que está sentindo, percebe no jeito do seu olhar, do seu andar, e até nas palavras, principalmente nas palavras.
Você sabe que ele sempre foi aquele tipo de cara que te deu medo, mas que também sempre te atraiu. Sabe que ambos têm tanta coisa igual, que parece que Deus decidiu fazer duas pessoas iguais, mas com o sexo oposto. Pessoas que se zoam como duas crianças birrentas, que discutem por assuntos bizarros como super heróis, e que disputam quem pode ser o mais insuportável em irritar o outro com assuntos desnecessários. Você sabe que ele é seu amigo sim, conta tudo para ele, divide toda a sua vida e pensamentos, mas também sabe que ele é aquele cara com quem você precisa falar nem que seja um oi, só para se sentir... Bem. Você tem medo por ser uma pessoa desconfiada com assuntos do coração, mas quer descobrir como será... Quer descobrir com ele como será daqui para frente. Quer se conhecer, através dele, por que percebeu que consegue realmente ser alguém melhor junto a ele.
E percebe que precisa lidar com questões... Por que o que devia ter sido, mas que teve uma pausa, acontecer? E se a minha resposta fosse um sim em forma de texto? E se a minha resposta fosse esse texto confuso? Se eu resolvesse dizer aqui, em um lugar tão íntimo, onde eu escrevo coisas importantes? Será que seria... A minha cara o bastante de dizer: Pare de ser tão idiota, seu idiota. Eu gosto de você e quero você? Eu só estava tentando me conhecer sozinha, para me conhecer junto de você. 

Sim, esse seria realmente o meu jeito de dizer sim. Com um texto, e não uma simples palavra.
Esse é o meu SIM!

10 comentários:

  1. Cara, que texto mais lindo! Realmente me emocionei lendo e achei muito lindo a forma como você se abriu e escreveu. Já gostei de um menino mas acabou não dando muito certo. Acompanharei o blog sempre agora! ❤️

    http://makingcolorfilm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Emily. É bom saber que alguém gostou do que eu escrevi.

      Excluir
  2. Cara vc escreve muito bem, me identifiquei muito. Arrasou muito vou acompanhar tudo agora.
    bjkas e tive que seguir.
    http://garotafucada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. adorei o texto, para além de estar bem escrito transmite muita emoção e sinceridade :) amei, parabéns!!

    ResponderExcluir
  4. Ounnn sim sim sim, adorei o texto!!! Seu blog é demais!!

    http://patibborba.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa, fiquei super ligada no texto, nem piscava haha tava me enxergando hahaha Adorei amore. Um xeruuh e parabéns pelo blog e pelo trabalho. Xeruuh!!!

    blogkleidenaira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Desde já, obrigada pela visita e pelo comentário.

Volte sempre <3