A thousand years



Hoje eu escutei aquela música. Cada parte do meu corpo se arrepiou e eu senti vontade de chorar. Senti saudade, uma saudade louca que faz o coração apertar com força, que faz aquele maldito nó na garganta aparecer. Senti vontade de gritar, de sair correndo e descarregar aquela adrenalina que invadiu o meu corpo, mas não pude.

Lembrei dos meus momentos preferidos, aqueles que boa parte eram embalados por aquela música. Lembrei de dois bancos. Lembrei de um abraço. De um pirulito roubado. Lembrei de um carro, e de mãos que ficavam dadas somente quando algum farol ficava vermelho. Lembrei de risadas escandalosas, de trolagens idiotas, de brincadeiras que dois amigos fariam um com o outro. Lembrei de uma expressão frustrada que  indicava que alguma coisa errada tinha acontecido.Também lembrei de como era bom me abrir, de contar como era o meu dia e de como ficava irritada quando você me dava algum conselho que eu não queria ouvir, mas que depois, depois de muito tempo, se encaixava na minha cabeça.  Lembranças boas... Aquele tipo de lembrança que nunca, nem depois de mil anos, nem depois de mil amores, é algo possível de ser esquecido.

Mas lembra da alma gêmea? Continua sendo a mesma alma. O porquê dessas almas não estarem juntas?  Destino, talvez. Talvez gêmeos demais não seja algo bom. Talvez tivesse que ser assim, talvez um tivesse que conviver com o outro, brigar enlouquecidamente e depois fazer as pazes, e depois brigar de novo, como um círculo vicioso, e depois se tratar como amigos, como amigos estranhos, mas amigos, mesmo um sabendo o que o outro significava em sua vida.


Mas isso ficará marcado na minha querida alma como uma tatuagem de chamas. Algo impossível de ser esquecido ou apagado, um sentimento bom de lembrar, momentos eternizados, uma música registrada. Algo que somente uma alma gêmea poderia entender, afinal... A thousand years.

(imagem retirada do Google)

12 comentários:

  1. Que lindo!
    Adoro a música também...
    :***
    bibicasou.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Que lindo e essa música é perfeita ouvi ela ontem na globo no filme amanhacer parte 2 :)
    http://sempremorenaantenada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post e a musica e demais amei amei mesmo!
    Fica com deus sua linda juizo no corpo e na alma,
    Um beijo da Ju Margarida.
    Ei venha me ver mais vez em to te esperando la no blog moça

    BLOG:
    http://www.politicamenteincorreta.com/
    REDES SOCIAIS:
    CANAL: https://www.youtube.com/channel/UCWSAtzYMUy8ePiioUN_I8cw
    INsta: https://www.instagram.com/juliana_margarida/
    FANPAGE :https://www.facebook.com/fazsuamoda/

    ResponderExcluir
  4. Essa é uma música que eu amo e tem um efeito super nostálgico sobre mim e senti muito isso no texto, além de belíssimo ele tem muita nostalgia nas suas palavras, enfim, amei.

    ✩ Voando Sem Peter ✩

    ResponderExcluir
  5. Que música linda! Vou ouvir agora!
    Um beijo!

    www.impulsofeminino.com

    ResponderExcluir
  6. Como tatuagem em chamas <3 Amei seu texto e essa expressão!
    bjs
    radior7.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Me identifiquei tanto com esse texto que até me emocionei, sério! A Thousand Years também é uma música que significa muito pra mim! Amei o texto <3
    Um beijão,
    Gabi do likegabs.blogspot.com ♡

    ResponderExcluir
  8. Nossa que texto lindo!! Fiquei tocada com essas palavras <3
    Beijinhos

    Blog Denise de Assis
    Facebook Page
    GIVEAWAY aqui

    ResponderExcluir
  9. Essa música tem cada efeito na gente, né? Adorei o seu texto e pude sentir tudo que quis dizer.

    ResponderExcluir

Desde já, obrigada pela visita e pelo comentário.

Volte sempre <3